Matéria - FESTA DE SÃO JUDAS TADEU EM SEU SANTUÁRIO EM SP

FESTA DE SÃO JUDAS TADEU EM SEU SANTUÁRIO EM SP

01/11/2019

Estive eu e mais Bruno na festa do São Judas, realizada em sua paróquia ou melhor no seu Santuário, no dia 28 de outubro passado, o santuário esta localizado no Bairro do Jabaquara na capital, pertinho da estação do metro que leva o nome deste poderoso Santo participamos da Missa Campal e Procissão. A paróquia de São Judas Tadeu foi criada em 25 de janeiro de 1940, por decreto expedido por Dom José Gaspar de A. Fonseca e Silva, arcebispo metropolitano de São Paulo. Outras 24 paróquias foram criadas na mesma época. A cidade estava crescendo e precisava de mais igrejas. Um pobre salão, na avenida Felício Fagundes, foi alugado e transformado em capela, onde eram celebradas as missas e os demais sacramentos. Os galhos de uma árvore funcionavam como campanário de velho sino que conclamava os fiéis ao encontro com Deus. A nova paróquia foi confiada à Província Brasileira Meridional dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus (dehonianos). Em 17 de março de 1940, Pe. João Buescher tomou posse como primeiro pároco da nova paróquia de São Judas Tadeu Apóstolo. O Pe. João Buescher, pessoa de grande dinamismo, procurou um bom terreno e, com a ajuda da comunidade, construiu a primeira igreja, ainda provisória, que substituía a capela improvisada. No ano seguinte, imediatamente após a construção da igreja provisória, ele já iniciava a definitiva, inaugurada em abril de 1944, e hoje conhecida como Igreja Antiga. Naquela época, São Judas Tadeu era uma santo desconhecido. O pároco passou, então, a divulgar sua história para a comunidade. Mandou fazer muitos impressos com a imagem e a oração do Santo e distribuía-os, pessoalmente, nos pontos de ônibus, nos bondes, na Praça da Sé e nas visitas às famílias dos bairros centrais. Ao mesmo tempo em que pedia ajuda para a construção da igreja, divulgava o Santo Padroeiro. São Judas Tadeu é um dos doze apóstolos de Jesus. Era filho de Cléofas (irmão de São José) e de Maria de Cléofas (irmã de Nossa Senhora). Assim, ele era primo de Jesus. Diziam que se parecia muito com o Mestre. São Judas era também irmão de São Tiago, chamado “O Menor”, e de São Simão. Ambos os discípulos de Jesus. O nome Judas significa “Deus seja louvado”. Seu Martírio; A história, baseada nos escritos apócrifos da "Paixão de Simão e Judas", relata que depois de anunciar o Reino de Deus no Egito, Simão encontrou-se com Judas e eles foram evangelizar a Pérsia. Escritos do século VI descrevem o martírio de ambos. Simão e Judas foram martirizados na Pérsia, na cidade de Sufian. Eles foram mortos por pregarem destemidamente a fé em Jesus Cristo. Por causa da pregação deles, grande foi o número de persas que se converteram ao cristianismo. Isso incomodou os poderosos da Pérsia. Por isso, foram condenados à morte. Vários estudiosos das escrituras acreditam que São Judas foi decapitado por carrascos que usavam como ferramenta o machado afiado. Esta era a pena capital mais usada pelos persas na época. Muitos se converteram ao verem o testemunho destemido de São Judas diante da morte. O corpo de São Judas está sepultado na Basílica de São Pedro, no Vaticano. O Papa Paulo III escreveu uma bula concedendo indulgência plenária para todos aqueles que rezarem em seu túmulo no dia 28 de outubro, dia da sua festa. Representação de São Judas Tadeu; Na arte cristã, São Judas Tadeu é representado como um homem segurando um machado, como referência à maneira pela qual ele foi martirizado. Devoção a São Judas Tadeu; Acredita-se que as relíquias de São Judas Tadeu possam estar nas cidades de Rheims e Touluse, na França. Há séculos, São Judas é venerado pelos cristãos como um dos santos mais populares da Igreja. Ele é invocado como o “Santo das Causas Perdidas”. Curta as fotos por mim captadas.