Matéria - MISSA NO RITUAL MARONITA FOI CELEBRADA NA CATEDRAL DE AMPARO

MISSA NO RITUAL MARONITA FOI CELEBRADA NA CATEDRAL DE AMPARO

01/05/2017

Um pouco da História dos Maronitas; A Igreja Maronita é uma igreja cristã, do rito oriental, em plena comunhão com a Sé Apostólica, ou seja, reconhece a autoridade do Papa, o líder Igreja Católica Apostólica Romana. Tradicional no Líbano, a Igreja Maronita possui ritual próprio, diferente do rito latino adotado pelos católicos ocidentais. O rito maronita prevê a celebração da missa em língua aramaica. Os maronitas tiveram vários de seus religiosos canonizados ou beatificados.
ORIGEM DA IGREJA MARONITA
Os Maronitas são os Cristãos Católicos Orientais que devem seu nome a São Maron. Em documentos siríacos muito antigos, podemos ler esses vocábulos:Os fieis de Beth (casa) Maron, Calcedônios de Beth Maron, aqueles de Mar Maron...Esses vocábulos significam uma única palavra que os substituirá, a palavraMaronitaque será dada a um povo que no Patriarcado de Antioquia seguiu a orientação religiosa de São Maron e seus discípulos.
A Igreja Maronita é uma Igreja católica, de rito oriental, em plena comunhão com a Sede Apostólica Romana, ou seja, ela reconhece a autoridade do Papa. Tradicional no Líbano, essa Igreja Oriental possui ritual próprio, diferente do rito Latino adotado pelos católicos ocidentais. O rito maronita prevê a celebração da missa em língua siro-aramaico, a língua que Jesus Cristo falava. A Igreja Católica possui duas raízes: a ocidental ou romana e a oriental. Dentro desta segunda, quatro são as sedes patriarcais que marcaram sua historia: Jerusalém, Alexandria (Egito), Antioquia e Constantinopla. Dentro do grupo de Igrejas antioquenas existem dois grupos: sírio- ocidental e sírio oriental. A Igreja Maronita forma parte do grupo sírio-ocidental, sendo o siríaco sua língua litúrgica. Integra-se, pois, na tradição cristã oriental, sendo seu povo das raízes mais antigas de toda a Cristandade. A Igreja Maronita é a única entre todas as Igrejas orientais que permaneceu em plena comunhão com Roma durante todos os séculos, apesar das tremendas provações suportadas pelos Maronitas e causadas pelos Monofisitas, Bizantinos, Mamelucos e Otomanos ( Turcos). Na sexta-feira dia 28 de abril na Catedral nossa Senhora do Amparo veio acontecer esta Missa com a presença da colonia Libanesa de Amparo e muitos fieis catolicos da Catedral. Também foi instituido que a partir desta data toda 1ª. Sexta feira do mês haverá missa Maronita em Amparo, vinda da Dicocese Maronita de Campinas, Igreja de São Charbel padroeiro do Líbano. Sempre todos estão convidados. Também haverá no dia 27 deste mês de maio , na casa do medico um jantar/show arabe realizado pela colonia Libanesa de Amparo.os convites encontram-se a venda. Lugares limitados. Veja as fotos captadas por este colunista desta maravilhosa missa em ritual maronita.